Avançar para o conteúdo principal

O desconto das finanças que nunca aconteceu

Estimados leitores,

Hoje escrevo indignada. Por amor de Deus, digam ao D`antas, ao homem que cheira mal da boca e que trabalha nas finanças que eu não posso descontar para as finanças portuguesas um artigo que nunca me foi pago apesar da maldita compilação de frases ter sido publicada...digam a esse D´antas que usa ceroulas que pare de tentar fingir que sabe enviar e-mails e que pare de usar essas orelhas e de fazer urrrrrrrr...quando lhe digo que não vou descontar para as finanças para depois ter de pagar imposto como independente por ter decidido escrever por livre arbítrio
um artigo sobre "Uma exposição de Portugal e os descobrimentos" (imagine-se a ironia)!!!!! De descobridores passamos a D´antas. Gostava ainda de dizer mais uma coisa, esta mania dos recibos verdes só me faz é lembrar o papel higiénico e digo mais: se não fosse pelo papel ser de tão má qualidade usava-o com um fim mais digno e fazia questão de primir o papel seguinte com tal vigor que nunca mais ninguém me pediria confirmação de dados ou tão pouco que inventasse valores ou preenchesse espaços, quando o espaço mostra que afinal os portugueses são canalhas improdutivos porque imagine-se não são pagos!!!Nem são suficientemente criativos (como eu)
para imaginar que foram pagos e descontarem depois mais impostos nos anos seguintes para um estado que vive afinal de D´Antas como aquele das finanças.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Rui de Paula: sinónimo de comida portuguesa de luxo


       O cozinheiro Rui de Paula, do Porto é um fenómeno mundial e  local de sucesso. Em Portugal tem dois  restaurantes de renome o primeiro entre a Folgosa e o Pinhão no rio Douro  o Doc,  e  segundo, o Dop no Porto  que fica localizado no Palácio das Artes na Fábrica de Talentos mais precisamente no Largo de S. Domingos.

 Em Setembro esteve na Suíça e foi motivo  de orgulho e admiração pelos portugueses que trabalham na cozinha  e de surpresa  pelos suíços. Falei com o chefe de cozinha Carlos Manuel Gonçalves que trabalha  há 21 anos como cozinheiro  e que tem como fundo de especialização gastronómica  a cozinha italiana e suíça.

  Carlos Gonçalves explicou que Rui de Paula esteve a trabalhar no workshop do restaurante de 14 a 21 de Setembro e esteve a explicar como confeccionar os pratos que ele criou sempre com um fundo tradicional apesar de serem inovativos.
    O chefe do restaurante Santa Lucia Teatro em Zurique, na Suíça afirmou que o que mais o surpreendeu foi o…

Da deficiência

Há dias chamou-me atenção a notícia amplamente divulgada no Facebook sobre o campeonato mundial de Atletismo de Síndrome de Down. A equipa portuguesa foi a vencedora e no post o autor queixava-se que a notícia não seria divulgada nos media.O post atraíu a minha atenção não pela queixa mas pelo facto do dito autor do texto não ter fornecido mais informações sobre o nome do vencedor, biografia ou detalhes da prova.


Um outro post no facebook semanas antes atraíu também a minha atenção: desta vez por causa da reivindicação social de outro atleta português paralímpico que tinha parado de receber subsídio social do estado português sem razão aparente. A acompanhar o post o atleta diz: "Eu, David Grachat, portador de deficiência física - mal formação congénita (amputado da mão esquerda), encontro-me há mais de 1 ano e 6 meses numa luta com o Serviço Português da Segurança Social, serviço esse que me retirou os meus direitos enquanto cidadão com deficiência."Na foto o atleta pede q…

Saber lavar as mãos

Hoje não consigo parar de pensar nas pessoas que sabem lavar as mãos.  Depois de ler sucessivas notícias  como:  Paris "precisa de portugueses para trabalhar na Disneyland", ou "AutoEuropa leva pessoal para emigrar para a Alemanha" ou "1.550 ofertas de emprego nos Estados Unidos" ou " Oportunidades em Moçambique" e notícias associadas com os melhores empregos no Brasil, em Angola e na " Conchichina" não aguento mais!   Apesar de eu própria ter emigrado há algum tempo, existe uma voz que incomoda e que me diz com persistência: mas porque motivo temos todos agora de emigrar em massa? Porque razão se somos o mesmo povo temos sucesso noutros países e não no nosso país de origem? E de repente recordo essa cena de Pilatos a lavar as mãos na água antes de Cristo ser sacrificado...  Existe agora o argumento da moda, chama-se "CRISE", esse monstro pavoroso criado por alguns para aterrorizar uma maioria demasiado ocupada para se preoc…