Avançar para o conteúdo principal

As 10 actividades mais importantes a fazer em Portugal de Férias:

1. Ir  a uma "garraiada" dessas de rua, onde a sardinha assada se mistura com as tretas das pessoas.
2. Ir a uma tourada no alto ribatejo e esperar que o touro "fure"algum parvo e no final "amarfanhar" umas boas migas e vinho maduro alentejano.
3. Correr as praias algarvias e tentar ganhar o prémio " Miss Lagosta" da costa inteira.
4.Furtar fruta dos vizinhos perto de casa e convencê-los a ir para os locais mais duvidosos da terra.
5. Fazer-me de doente para os meus familiares e amigos  me entupirem de assados, doçinhos, vinhos e conversas de sobra para eu ter ânimo para o resto do ano.
6. Andar de barco, alfa e beber café delta a caminho de Lisboa e depois correr todos os alfarrobistas da baixa com tal vigor e quantidade livreira, para se lembrarem de mim até à próxima decada.
7. Contar "fábulas" e "lendas" sobre os países de além e de aqui enquanto aprecio o por do sol e bebo vinho verde de minha casa.
8.Regatear as peças do mercado aos ciganos e chegar a casa tipo camelo.
9. Ouvir as "balelas" dos gajos do café Carvalhal, os "experts" futebolísticos, políticos e sociais que deboxam a sabedoria nas horas mortas da noite quando as imigrantes fresquinhas chegam ao café.
10. Não deixar o país, sem atolar mais um pouco a mala, de todas as comidas e bebidas saborosas , fotos, coisas do aeorporto e sem apertar quase todos os membros da família ate ficaram sem ar. Ahhhhh Portugal ainda é o melhor pais do mundo para se passar férias.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Rui de Paula: sinónimo de comida portuguesa de luxo


       O cozinheiro Rui de Paula, do Porto é um fenómeno mundial e  local de sucesso. Em Portugal tem dois  restaurantes de renome o primeiro entre a Folgosa e o Pinhão no rio Douro  o Doc,  e  segundo, o Dop no Porto  que fica localizado no Palácio das Artes na Fábrica de Talentos mais precisamente no Largo de S. Domingos.

 Em Setembro esteve na Suíça e foi motivo  de orgulho e admiração pelos portugueses que trabalham na cozinha  e de surpresa  pelos suíços. Falei com o chefe de cozinha Carlos Manuel Gonçalves que trabalha  há 21 anos como cozinheiro  e que tem como fundo de especialização gastronómica  a cozinha italiana e suíça.

  Carlos Gonçalves explicou que Rui de Paula esteve a trabalhar no workshop do restaurante de 14 a 21 de Setembro e esteve a explicar como confeccionar os pratos que ele criou sempre com um fundo tradicional apesar de serem inovativos.
    O chefe do restaurante Santa Lucia Teatro em Zurique, na Suíça afirmou que o que mais o surpreendeu foi o…

Da deficiência

Há dias chamou-me atenção a notícia amplamente divulgada no Facebook sobre o campeonato mundial de Atletismo de Síndrome de Down. A equipa portuguesa foi a vencedora e no post o autor queixava-se que a notícia não seria divulgada nos media.O post atraíu a minha atenção não pela queixa mas pelo facto do dito autor do texto não ter fornecido mais informações sobre o nome do vencedor, biografia ou detalhes da prova.


Um outro post no facebook semanas antes atraíu também a minha atenção: desta vez por causa da reivindicação social de outro atleta português paralímpico que tinha parado de receber subsídio social do estado português sem razão aparente. A acompanhar o post o atleta diz: "Eu, David Grachat, portador de deficiência física - mal formação congénita (amputado da mão esquerda), encontro-me há mais de 1 ano e 6 meses numa luta com o Serviço Português da Segurança Social, serviço esse que me retirou os meus direitos enquanto cidadão com deficiência."Na foto o atleta pede q…

Saber lavar as mãos

Hoje não consigo parar de pensar nas pessoas que sabem lavar as mãos.  Depois de ler sucessivas notícias  como:  Paris "precisa de portugueses para trabalhar na Disneyland", ou "AutoEuropa leva pessoal para emigrar para a Alemanha" ou "1.550 ofertas de emprego nos Estados Unidos" ou " Oportunidades em Moçambique" e notícias associadas com os melhores empregos no Brasil, em Angola e na " Conchichina" não aguento mais!   Apesar de eu própria ter emigrado há algum tempo, existe uma voz que incomoda e que me diz com persistência: mas porque motivo temos todos agora de emigrar em massa? Porque razão se somos o mesmo povo temos sucesso noutros países e não no nosso país de origem? E de repente recordo essa cena de Pilatos a lavar as mãos na água antes de Cristo ser sacrificado...  Existe agora o argumento da moda, chama-se "CRISE", esse monstro pavoroso criado por alguns para aterrorizar uma maioria demasiado ocupada para se preoc…